Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

BOMBA NA NET! VÍDEO PICANTE DE PROFESSORA ARGENTINA FAZENDO SEXO COM 'MENOR' VAZA E PASSA EM CANAL DE FILMES ADULTOS

FORÇA POLICIAL | 13:40 |

Vídeo de uma professora argentina mantendo relações sexuais com um de seus alunos de 16 anos viraliza na internet e gera polêmica no país. Segundo relatos, não é o primeiro caso da professora com alunos. Uma professora de línguas deve explicar-se à justiça da província de Santiago del Estero (Argentina) depois de aparecer em um vídeo “quente” tendo relações sexuais com um de seus alunos, um adolescente de 16 anos, que aparece no filme com a camisa do River Plate.
A mulher, de 35 anos, terá que responder às autoridades após o vídeo, que viralizou através das redes sociais, causando furor até mesmo em páginas de vídeos pornográficos, ter sido divulgado em todo o mundo. Ela aparece em uma filmagem de 23 minutos de duração em que pode ser vista tendo relações íntimas com um de seus alunos do secundário, turma a qual ela ensina a matéria de linguagem em uma escola em Santiago del Estero.O vídeo, que mostra um jovem se relacionando com uma mulher, foi publicado em setembro por um usuário em um famoso canal de filmes adultos na internet. Pouco tempo depois, acusaram a argentina Lucita Sandoval de ser protagonista e estar transando com um menor de 16 anos. Segundo informações do tabloide Mirror, a professora chegou a ser presa e já teria enfrentado outras acusações por se relacionar com seus aluninhos. Após ela ser afastada da escola onde dá aulas, a autenticidade do vídeo foi dada como falsa!
No Facebook, o perfil de 'Lucita Sandoval' foi bombardeado de comentários de pessoas que assistiram as supostas cenas. Alguns disseram que queriam tê-la como professora. Outros a acusaram de ter abusado de um aluno de 16. Poucos já sabiam da informação de que ela, na verdade, não é a protagonista das cenas. O tabloide Daily Mail divulgou informações que dizem que realmente não é ela e, sim, uma mulher da cidade de Corrientes. No vídeo aparece a professora e o jovem, vestindo uma camisa do River Plate, tendo relações sexuais sem interrupção, exceto maneira em um momento em que aparentemente ouvem sons fora do quarto e o menino olha rapidamente, para continuar a rotina íntima.O filme, por exemplo, é uma das mais vistas da página de vídeos eróticos Xvideos.com onde o material audiovisual foi intitulado “Profe de Santiago del Estero” (Professora de Santiago del Estero), dividido em três partes. Até ontem, o arquivo tinha sido visto por mais de 130.000 pessoas. Cabe destacar que a gravação foi enviada para dezenas de sites semelhantes ao redor do mundo. De acordo com os estudantes do estabelecimento de ensino em que a professora trabalha, localizado na capital da província, as imagens com conteúdo erótico inicialmente se espalharam através do app para celulares WhastApp entre todos os menores da instituição.As imagens, que mostram claramente o rosto da professora, bem como o parceiro menor, que veste a camisa do River Plate, chegaram às mãos dos funcionários da escola que ficaram chocados. Neste contexto, foi revelado que a professora estaria acostumada a mostrar aos alunos a sua voluptuosa figura. Apesar do vídeo ter sido dado como falso por alguns veículos de comunicação, algumas pessoas dizem que sim, é Lucita nas imagens picantes. As reportagens que dizem ser outra pessoa no vídeo parecem não ter convencido muita gente.Fonte: R7.com.br/Foto: Reprodução/Irishmirror.ie;ATENÇÃO VEJA O VÍDEO NESTE LINK,MAIS CUIDADO CONTÉM CENAS DE SEXO.http://www.xvideos.com/video9373982/sgo._est_profesora_y_alumno_argentina_-_2_3#0.0

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça