Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

EM QUIXADÁ CE - VEREADOR COM PRINCIPIO DE INFARTO PASSA HORAS ESPERANDO AMBULÂNCIA NO HOSPITAL

FORÇA POLICIAL | 15:35 |

No momento todas as ambulâncias do município estavam em ocorrência, inclusive, as da base do Samu de Quixadá. O vereador Ereni Lima Tavares, conhecido por “Capitão”, chegou ao Hospital Dr. Eudásio Barroso por volta das 19 horas com principio de infarto, mas não havia ambulância para fazer a transferência do parlamentar para um dos hospitais da capital. O médico cardiologista Dr. Ricardo Silveira deu os primeiros diagnósticos, constatou que o paciente estava com sintomas de infarto do miocárdio.
Imediatamente solicitou que fosse encaminhado para uma unidade especializada. Segundo o Dr. Ricardo, Capitão estava há mais de duas horas a espera da ambulância. O portal Revista Central registrou o momento em que a ambulância do SAMU da base de Quixeramobim, chegou por volta das 21h35min, 15 minutos depois, a equipe fez a transferência do vereador foi encaminhado para o Hospital do Coração de Messejana, na capital alencarina. Capitão estava consciente, mas bastante abalado. Mais uma vez, a burocracia do sistema adotado pelo Samu deixa um paciente esperando horas por uma transferência. A população de Quixadá e região têm reclamando da situação. Outro fato chama atenção é a falta de cardiologista no Hospital Dr. Eudásio Barroso, mesmo recebendo pacientes de várias cidades da região do Sertão Central como Choró, Ibaretama, Banabuiú, Ibicuitinga e outras. No momento todas as ambulâncias do município estavam em ocorrência, inclusive, as da base do Samu de Quixadá. A saúde de Quixadá passa por uma grave crise, recentemente a maioria dos vereadores abortou um pedido de cassação do prefeito municipal, João Hudson. Fonte: Revista Central

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça