Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

CEARENSE SUSPEITO DE TRÁFICO INTERESTADUAL É CAPTURADO

FORÇA POLICIAL | 14:17 |

Uma operação de combate ao tráfico de drogas, organizada pela Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) da Polícia Civil de Alagoas, e que tinha alvos no Ceará e em Pernambuco, foi deflagrada simultaneamente na manhã de ontem. O único alvo da ação em solo cearense foi preso na Avenida Barão de Studart, bairro Aldeota, área nobre de Fortaleza.
O DJ Thiago Maurício Sá Pereira, 29, está sendo apontado pela Polícia como o maior traficante de droga sintética do Estado. De acordo com o Departamento de Inteligência da Polícia Civil (DIP), as informações vindas de Alagoas já eram conclusivas sobre a suspeita de que 'Thiago Poeta', como é conhecido em Fortaleza, negociava comprimidos de ecstasy, tanto na área da Beira-Mar da Capital, como nos Estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba. "Eles pediram nossa ajuda apenas no sentido de dar cumprimento ao mandado de prisão temporária, com validade de 30 dias. O alvo aparece entre os principais nomes de traficantes de drogas sintéticas do Nordeste. Para se ter uma ideia da quantidade de entorpecentes que ele movimentava, é o único que foi investigado no Ceará", disse o diretor do DIP, delegado Francisco Carlos de Araújo Crisóstomo. A prisão do suspeito foi determinada pela 17ª Vara Criminal de Alagoas. O inspetor que comandou a operação em Fortaleza, que não será identificado para não prejudicar suas atividades na inteligência policial, disse que no momento em que os agentes chegaram à casa do suspeito ele estava saindo, mas sua tentativa de fuga foi frustrada. Os agentes informaram que havia também um mandado de busca e apreensão em uma casa que seria do discotecário, localizada na Praia do Icaraí, em Caucaia. Lá foram encontradas duas balanças de precisão, uma prensa de maconha e uma quantidade não divulgada de pó branco, que será enviada para análise. Somente um laudo da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) poderá atestar com exatidão por qual substância o material encontrado é composto. "O local pode ser considerado um pequeno laboratório de drogas. Havia equipamentos para prensar, embalar e pesar o produto para a venda. O pó apreendido é, possivelmente, usado na mistura para aumentar o volume das drogas. Uma pequena quantidade de maconha foi encontrada, além de dinheiro trocado, em moedas", disse o inspetor que comandou a apreensão. O suspeito nega que seja traficante e disse à Polícia que a droga encontrada era para uso pessoal. Segundo ele, sua única atividade financeira era como DJ. Thiago Pereira lamentou o ocorrido dizendo que os policiais estavam acabando com sua carreira artística e prejudicando sua imagem junto aos fãs. Thiago Poeta já tinha uma passagem pela Polícia por tráfico de drogas. Ele já havia sido preso por policiais da Delegacia de Narcóticos (Denarc), atualmente Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD). Outros Estados O Deic irá divulgar o balanço da operação hoje. Nos demais estados em que a operação aconteceu, outras nove pessoas foram capturadas. Em Alagoas, seis mandados de prisão contra os suspeitos de integrar a quadrilha foram cumpridos. Em Pernambuco três pessoas foram presas, duas em Recife e uma em uma pousada de Olinda. A Polícia pernambucana informou que o esquema de tráfico tinha clientes até em outros países, como Paraguai e Estados Unidos. Conforme o Deic de Alagoas, além de ecstasy foi apreendido haxixe, anabolizantes e embalagens para LSD com os alvos. Fonte: Diário do Nordeste

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça