Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

EM IPU-CE;CASO DE POLÍCIA;MÃE DIZ QUE TEVE SEU FILHO ARRANCADO DO COLO, E DESESPERADA PROCURA SEU BEBÊ DE APENAS 5 MESES

FORÇA POLICIAL | 10:43 |

"Criança desaparecida em Ipu": Mãe diz que teve o filho arrancado do seu colo, um bebê de apenas 5 meses.
Uma mãe de nome Maria da Conceição, 25 anos de idade, do distrito de Ingazeira (região serrana do Ipu), residindo atualmente no Alto dos 14, procurou nesta sexta-feira (26/12) a nossa reportagem (Repórter Francisco José) para fazer uma denúncia muito grave.
A jovem mãe Conceição, declarou em entrevista, que teve o seu filho de apenas 5 meses de nascimento tirado do seu colo, e entregue para uma outra pessoa. Fato que aconteceu no dia (17/12). Conceição oriunda do distrito de Ingazeira, é mãe solteira de dois filhos, duas crianças do sexo masculino, um de 5 anos e outro de 5 meses. Conforme nos relatou; ela estava trabalhando na feira da fruta em Ipu, quando foi convencida por uma mulher do bairro Alto dos 14 desta cidade, para morar com a mesma, que cuidaria do seu bebê de 5 meses enquanto a mesma trabalhava, haja vista o outro filho de 5 anos vive com o pai. E assim foi feito, mas no dia (17/12), a cirança fora entregue para uma outra mulher do Cangatí (Sertão do Ipu), sem o seu consentimento, e desde então nunca mais viu o seu bebê. Por não ter nenhuma resposta satisfatória da mulher com quem estava morando no Alto dos 14, a qual foi quem deu seu filho para uma outra pessoa, Conceição procurou o Conselho Tutelar, e depois a nossa reportagem, e espera reencontrar o seu filho, que tem somente 5 meses de nascido. Fonte;Portal De Notícias Aconteceu Ipu Com Repórter Francisco José

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça