Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

EXCLUSIVO;MÉDICO APANHA DE VEREADOR DENTRO DE ESTÚDIO DE RÁDIO

FORÇA POLICIAL | 15:52 |

Vereador agride médico durante entrevista em emissora de rádio na cidade de Ouro Velho na Partaiba Um médico do município de Ouro Velho foi agredido fisicamente por um vereador na manhã deste sábado, durante entrevista numa emissora de rádio comunitária. O médico, conhecido como Dr. Júnior, criticava, no ar, o vereador, conhecido como Naldo, do PMDB, que estava presente no estúdio.
As críticas passaram da esfera política para a pessoal, e o parlamentar não conseguiu se conter, desferindo socos contra o médico. Dr. Júnior iniciou suas críticas abordando os apoios políticos do vereador Naldo na cidade, alegando que ele teria mentido sobre suas preferências para a Câmara Federal, e pedido votos, nos bastidores para outros candidatos que não o deputado federal diplomado Rômulo Gouveia (SD) Naldo acompanhava, de dentro do estúdio, toda a entrevista, e permanecia indiferente às críticas políticas. Porém, quando o médico falou que “o vereador agredia a esposa e apanhava na rua”, o parlamentar foi em direção ao entrevistado e reagiu com violência. Logo após a agressão, Dr. Júnior se deslocou juntamente com assessores e amigos para a cidade de Monteiro para buscar as medidas cabíveis. Já o vereador Naldo, logo após o fato, teria tentado sair da cidade, mas colidido seu veículo com outro, e teria sido, ainda, socorrido para o município de Monteiro. Jornalistas da cidade dizem que Naldo anda armado na cidade e teria ameaçado de morte o médico Dr. Júnior, e a polícia investiga se o vereador possui porte legal de arma. O fato foi registrado por um dos presentes no estúdio e postado no YouTube. 
Com informações do Cariri de Cá

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça