Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

LUTADOR SE ENTREGA À POLÍCIA E DIZ TER MATADO 11 PESSOAS NO RIO DE JANEIRO

FORÇA POLICIAL | 17:32 |

Mais de dez testemunhas serão chamadas a partir do dia 4 de janeiro para que a Polícia Civil possa obter mais detalhes sobre os casos de homicídio envolvendo Michel de Oliveira, de 31 anos, que disse ter matado 11 pessoas na Baixada Fluminense após se entregar em uma delegacia. "Não queremos chamar essas testemunhas na semana de ano novo e fazê-las relembrar desses casos", explicou o delegado titular da 63ª DP, Flávio Loureiro.
video
Michel contou em depoimento que era lutador e teria usado golpes de muay thai para derrubar uma das vítima antes de matá-la. "Ele afirma que é lutador e que quase se tornou profissional, mas que as drogas atrapalharam". Michel também teria usado uma tampa de bueiro para tirar a vida de uma de suas vítimas. Prisão temporária O suspeito teria se entregado por ter se arrependido do último assassinato, segundo seu depoimento. A polícia não informou qual seria o crime. Michel está cumprindo prisão temporária de 30 dias desde a última terça-feira (23). Oito supostas vítimas já teriam sido identificadas, sendo cinco em Japeri e três em Teresópolis. Entre elas, de acordo com Flávio Loureiro, está o padrasto de Michel, morto a facadas e esquertejado em seguida. "Esse é um dos três crimes cometidos por ele em Teresópolis, quando passou uma temporada por lá. A motivação, segundo o próprio Michel, é sempre o uso de drogas para cometer os crimes", explicou o delegado. Segundo o depoimento, o morador da Nova Belém, em Japeri, se envolvia com desafetos e membros de comunidades rivais. "Há quatro inquéritos em Japeri. O primeiro é de janeiro de 2009, quando ele matou a tiros uma pessoa em um bar. Depois, matou outra após um baile de carnaval, no mês seguinte, e em outubro matou outras duas. Em 2011, ele matou outra pessoa após uma discussão em uma festa, quando ele alega que um homem ameaçou matá-lo", relatou Flávio. Após a prisão o homem teria sido encaminhado para a 63ª DP (Japeri). A delegacia, junto com a 6ª DP, investiga a veracidade do conteúdo do depoimento que o Michel prestou, incluindo a identificação das outras três supostas vítimas.Do G1

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça