Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

AVENIDA DOM MANUEL Trio mantém cliente refém em churrascaria

FORÇA POLICIAL | 10:25 |

Cotam resgatou jovem de 15 anos que ficou mais de 40 minutos sob a mira dos suspeitos, que foram capturados
Dois adolescentes e um homem fizeram um jovem de 15 anos refém durante tentativa de assalto aos clientes e funcionários de uma churrascaria. O caso ocorreu em um estabelecimento localizado na Avenida Dom Manuel com Rua Pinto Madeira, no Centro de Fortaleza.
Os clientes almoçavam quando o trio armado invadiu o local. Em seguida, houve uma troca de tiros do lado de fora da churrascaria. Os suspeitos, então, entraram novamente no estabelecimento e, no corre-corre, fizeram um dos clientes de refém. "Estava com a família almoçando quando ouvimos os tiros e começamos a correr para os fundos, mas o meu sobrinho correu para o lado errado, junto dos assaltantes e foi feito refém", explica o tio do rapaz. O jovem de 15 anos permaneceu cerca de 40 minutos sob a mira de uma faca e dois revólveres.O Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) foi acionado e o Comando Tático Motorizado (Cotam) e o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) estiveram no local. Um cerco foi realizado e os policiais adentraram na sala onde o trio mantinha o cliente. Os suspeitos se renderam e o refém foi resgatado. Imediatamente, o trio foi recolhido à viatura e foram apreendidos os dois revólveres e a faca que eles utilizaram na prática do crime. Os dois jovens de 16 anos e Francisco Alisson Freire de Oliveira, 18, foram encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) e, em seguida, ao 34º DP (Centro). Tiroteio Pelo menos dois projéteis estavam deflagrados devido o tiroteio na via. De acordo com o capitão Lutiani Rodrigues, do BPChoque, dois dos envolvidos já possuem procedimentos relacionados a roubo. "Foi repassada a ocorrência via Ciops que três indivíduos tinham feito reféns na Dom Manuel. Rapidamente as viaturas do Ronda e do Policiamento Ostensivo Geral (POG), da 1ª Cia do 5º Batalhão da Polícia Militar chegaram no local e as viaturas do Cotam deram apoio à ação. Ao adentrarmos no estabelecimento comercial, os indivíduos se renderam. Um dos adolescentes e o adulto já respondem a crimes", explica. As vítimas e os suspeitos foram levadas para a DCA para prestarem depoimento acerca do caso. Em relação ao tiroteio, a Polícia não soube explicar com quem o trio trocava tiros. " Há afirmações que teria um tiroteio, mas ninguém sabe quem atirou. Rapidamente as viaturas chegaram e fizeram a intervenção necessária", comentou o capitão Lutiani. Um funcionário do estabelecimento permaneceu trancado no banheiro da churrascaria durante 1 hora, enquanto o jovem estava sob o poder dos suspeitos. Ele ainda disse que foram momentos de terror devido o medo de ser surpreendido pelo trio. O caso será investigado pelos policiais civis do 34º DP (Centro). Também será apurado contra quem os três suspeitos trocaram tiros na Avenida. Movimentação A Avenida Dom Manuel é de intenso fluxo de veículos, por ser via de acesso à Praia de Iracema. Várias pessoas se reuniram e acompanharam toda a ação. Vizinhos comentaram que a Polícia também atuou na parte de trás do prédio, com o intuito de impedir a fuga dos suspeitos. A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) controlou e impediu que automóveis transitassem na Avenida durante a negociação. Quando a viatura que levava os jovens passou pela via, foi aplaudida pelos populares. Fonte;Diário Do Nordeste Com Jéssika Sisnando Especial para Polícia

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça