Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

ELETRICISTA É MORTO A TIROS POR UM MORADOR QUANDO REALIZAVA O TRABALHO DE CORTE DE ENERGIA EM SÃO PAULO.

FORÇA POLICIAL | 09:30 |

Na última sexta-feira em Luiziânia interior de São paulo, um eletricista identificado como Valdir Carubelli, de 51 anos, funcionário da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), foi assassinado por um morador revoltado com o corte do fornecimento de energia de sua casa. Carubelli e um amigo faziam o corte de energia por falta de pagamento quando o morador da casa,identificado como Dionatá Ribeiro de Oliveira, 21 anos, foi tirar satisfações.
De acordo com informações da polícia o eletricista se apresentou devidamente com o crachá da CPFL e avisou ao morador que iria fazer o corte por falta do pagamento mas o morador não aceitou e disse que se ele fosse cortar o fornecimento teria problema. Segundo testemunhas o eletricista disse que, se fosse preciso, chamaria a Polícia Militar para poder fazer seu trabalho. Quando repentinamente o morador entrou na casa e saiu com uma espingarda calibre 28 disparando um tiro na barriga do eletricista que estava fazendo seu serviço. O eletricista foi internado, em estado grave, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Santa Casa de Araçatuba, onde passou por cirurgia de três horas para recuperação do intestino, perfurado pelo tiro. Mas, na madrugada da ultima-terça(28) ele não resistiu e morreu. O autor dos disparos fugiu do local mas foi localizado e preso em flagrante pela Polícia Militar, na periferia da cidade. Ele mostrou aos PMs onde escondera a espingarda, sob um monte de areia de construção, em uma rua próxima à sua casa. Ele disse que tinha comprado a arma havia dois meses para se proteger de pessoas que o ameaçavam e que ficou revoltado quando o eletricista anunciou que cortaria a energia elétrica de sua casa. Segundo informações Dionatá Ribeiro de Oliveira já tinha passagens pela polícia e uma delas na Fundação Casa por homicídio. Ele agora está preso na Delegacia de Polícia de Penápolis esperando vaga no Centro de Detenção Provisória (CDP) de São José do Rio Preto. Ronda Policial

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça