Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

ACUSADO DE SER LADRÃO LEVA UM MOÊ DE PEIA DA POPULAÇÃO E DEPOIS PEDE DESCULPAS

FORÇA POLICIAL | 14:36 |

Um homem acusado de promover assaltos a algumas casas e vários estabelecimentos comerciais na zona Norte de Teresina na noite da segunda-feira passada, dia 4. Segundo o leitor, o acusado estava usando um canivete, ameaçava as pessoas e ainda tentava roubar o que a vítima tinha em mãos.
Teria levado dinheiro, telefone celular, joias como aliança de casamento e por aí vai. Parecia estar drogado ou alcoolizado e quando passou em frente à Panificadora Ideal, na avenida União, zona Norte, um homem o agarrou pela camisa e outros moradores ajudaram. Rapidamente várias vítimas apareceram. E não contaram outra: lincharam o rapaz, espancaram ele e tomaram o canivete. Atordoado, depois de tomar tanta porrada, o acusado mudou o tom e até o semblante. No lugar do violento, com cara de mal e armado, se fez de coitado, pediu desculpas e até chorou para não ser espancado pelos populares. As pessoas chamaram uma viatura do Ronda Cidadão. Ele foi levado no banco da frente, pois o porta malas deu problemas. "Ainda vai no banco da frente uma carniça dessa", protestou uma vítima do rapaz. Ele foi levado para a Central de Flagrantes e passou a responder processo criminal.
Publicado Por: Allisson Paixão/180Graus

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça