Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

DETENTOS DA CADEIA PÚBLICA DE QUIXADÁ FAZEM REBELIÃO E PEDEM SAÍDA DO DIRETOR

FORÇA POLICIAL | 08:13 |

Os detentos da cadeia pública de Quixadá na tarde desta quinta-feira (07) realizaram uma rebelião, queimando colchões e quebrando as celas que ficam na parte superior do presidio. Os 75 presos que ficam na ala superior tomaram a guarita da guarda e permaneceram até a chegada do Cotar.
Os presidiários pediram a saída do atual diretor Mario Sergio que após sua chegada tem sido rigoroso na penitenciaria. Dificultando a entrada de entorpecentes e celulares, além das constantes vistorias nas celas sem dar chances para terem acesso a produtos proibidos no interior da casa de detenção. Hoje cerca de 175 presos se acumulam na cadeia que comporta pouco menos de 70 internos.
Familiares que se encontravam na parte externa apreensivos gritavam quando escutavam estampidos dos tiros das bombas de gás para efeito mortal lançadas pela equipe do cotar. Segundo o comandante do 9º Batalhão de Policia Militar sediado em Quixadá Cel. Calixto afirmou que no final da tarde todos estavam em suas celas e a rebelião tinha realmente terminado. Ainda informou o comandante que o policiamento seria reforçado na cadeia para garantir a tranquilidade dos presos e profissionais do presidio.A ação contou com equipes de policiais militares da sede de Quixadá, Ibaretama, Choró, Ronda do Quarteirão, Cotar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários e a Equipe de agentes da Secretaria de Justiça.
Dez detentos foram transferidos para presídios do estado após rebelião na cadeia pública de Quixadá. Levantamentos realizados nas dependências do presidio constaram colchões queimados, grades quebradas e toda ala superior foi isolada após o motim dos presidiários. A relação dos transferidos são: Augusto Carlos Nogueira Bezerra Filho, vulgo “Guto”, PedroLucas de Queiroz Bezerra, Marcelino Lima Pontes, Jeferson Menezes Moura, Henderson Monteiro da Costa, Francisco de Assis Queiroz de França, Jorge Luis da Silva Almeida, Luis Nogueira de Sousa Neto, Daniel Arruda Lima e Gerlison Herculano Oliveira.SERTÃO ALERTA

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça