Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

EM FORATALEZA-CE;OPERAÇÃO POLICIAL TERMINA COM 9 PRESOS E 2 MORTOS

FORÇA POLICIAL | 13:48 |

Drogas, três pistolas, um revólver e três veículos, entre automóveis e motocicletas, foram apreendidos
Uma operação da Delegacia de Narcóticos (Denarc) em parceria com o 32º DP (Bom Jardim) e a Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) prendeu ontem nove adultos e apreendeu dois adolescentes integrantes de uma quadrilha de tráfico de drogas. O grupo foi interceptado minutos após executar um membro de um grupo rival na Travessa Manuel Gaudino, no bairro Granja Lisboa, Território da Paz, em Fortaleza.
A quadrilha cometeu a execução e se deslocava na Rua Urucutuba, no carro que oferecia o apoio à fuga, um Voyage cinza, quando se deparou com as equipes da Polícia Civil comandadas pelos delegados Pedro Viana e Rudson Rocha. Houve troca de tiros, e um dos suspeitos foi atingido e encaminhado pelos próprios policiais ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, no bairro Conjunto Ceará. Ele não resistiu aos ferimentos. Pelo menos 10 pessoas foram detidas e encaminhadas ao 32º (DP). Durante a operação, a Polícia apreendeu três pistolas, sendo duas calibre 308 e um revólver calibre 38, além de várias embalagens com entorpecentes e três veículos utilizados pela quadrilha, sendo um Voyage, uma Hilux e uma motocicleta. As drogas foram encontradas na comunidade São Francisco.
Wilson Monteiro Oliveira, 21, estava em uma cama quando chegaram quatro pessoas armadas e efetuaram vários disparos. De acordo com informações do perito Leão Júnior, da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), a vitima conhecida como 'Pato' apresentava 22 lesões a bala de pistolas calibre .40 e 380. A vítima do homicídio, Wilson Monteiro, seria integrante de um grupo rival da quadrilha de 'Bochecha', e foi executado em uma espécie de acerto de contas. Ele não teve chances de defesa pois estava com um ferimento no joelho. A execução de Wilson chamou atenção pela quantidade de tiros, a maioria concentrados nas pernas e região torácica, além de, pelo menos, dois disparos na cabeça. Populares informaram que foram acordados pelos tiros e que alguns moradores teriam entrado na residência para ver o que aconteceu. Foi quando se depararam com o corpo. Em seguida, dezenas de viaturas apareceram no local e um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) sobrevoou a área. Líder Entre os detidos, o 'Negão Eduardo', 'Negão da Germana', 'Águia', Jefferson e um traficante identificado como 'Bochecha', que seria o chefe da quadrilha e responsável pelos 40 quilos de drogas que a Denarc apreendeu no último dia 9 de junho, no bairro Granja Portugal. O veículo que armazenava a droga era roubado e possuía placa clonada. Na ação, o 'Bochecha' teria conseguido fugir, mas as investigações tiveram continuidade e a Polícia conseguiu prender quase todos os integrantes. A Perícia esteve presente no local e uma patrulha do Ronda do Quarteirão resguardava o Voyage usado na fuga. O carro apresentava marcas de tiros no vidro traseiro e sangue no chão perto da porta do passageiro. Ainda não há informações sobre a quantidade de droga apreendida, pois a Polícia ainda realizava o procedimento do flagrante até o fechamento desta edição. Jéssika Sisnando Repórter/DN

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça