Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

IMAGENS FORTES: VEJA O DESESPERO DE UMA MÃE AO SE DEPARAR COM O FILHO MORTO DENTRO DE UMA LIXEIRA

FORÇA POLICIAL | 17:09 |

São imagens tristes. Uma mãe, aos prantos, insiste em ver o filho morto, cujo corpo foi encontrado dentro de uma lixeira no bairro da Compensa, Zona Oeste de Manaus. Trata-se do usuário de drogas F.A.S, de 21 anos, assassinado no final do mês passado, com uma paulada no maxilar.
O autor do crime, ainda não identificado, levou o corpo até a lixeira, em frente a uma empresa de parabrisas, próximo da esquina da rua Teófilo Dias, em um carrinho de mão. O assassino não identificado atingiu Fernando com um pedaço de madeira enquanto consumiam entorpecentes em um rip-rap do outro lado da avenida Brasil, no sentido bairro/Centro. O golpe foi tão forte que quebrou o maxilar e o pescoço de Fernando. Após constatar a morte, o homem colocou um saco plástico da cabeça até o tórax da vítima e outro dos pés até a cintura. Ele pegou um carrinho de mão usado na construção civil e levou o corpo num percurso de mais de cem metros até a lixeira. Ele passou com o corpo na frente de vários estabelecimentos comerciais e de pessoas que estavam na rua, mas ninguém suspeitou que se tratasse de uma pessoa morta. No trajeto, o homem ainda passou na frente de uma câmera do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), na rua Teófilo Dias, equipamento que provavelmente flagrou a ação e que deve ajudar os investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) a elucidar o caso. A lixeira plástica disponibilizada na cidade pela Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) estava conectada a um poste de energia elétrica e o suspeito conseguiu colocar o corpo de Fernando sozinho no local. O corpo ficou como se estivesse agachado dentro da lixeira apenas com a cabeça e parte do tórax para fora. Moradores acionaram os policias da 8º Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que isolaram a área. De acordo com o tio da vítima, o cabo do Exército Aliton Aguiar, 44, Fernando deixou a casa onde morava na rua da Paz, na Compensa, para viver pelas ruas em função do vício em drogas. Ele ficava constantemente na companhia de outros usuários, segundo o tio, e tinha cometido vários furtos na área para sustentar o vício. Conforme Aliton, Fernando foi visto pela mãe e pela tia dele pela última vez na tarde do sábado (26). Veja o vídeo:

O vídeo foi encontrado no Facebook Logo Acima;
Edição portal Acritica.com;Foto: Reprodução / Internet

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça