Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

INVESTIGADORA DA POLÍCIA CIVIL MORRE EM ACIDENTE ENTRE VIATURA E AMBULÂNCIA NA BR-116

FORÇA POLICIAL | 05:10 |

Uma investigadora da Delegacia da Mulher morreu e outra ficou gravemente ferida após uma colisão frontal envolvendo uma viatura descaracterizada da Polícia Civil e uma ambulância no começo da manhã deste sábado (23) no quilômetro 173 da BR-116, em Quitandinha, na região metropolitana de Curitiba.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a investigadora Kelly Freitas era passageira da viatura e chegou a ser socorrida pelo Grupamento Aeropolicial de Resgate Aéreo (Graer). No Hospital do Trabalhador ela não resistiu aos ferimentos e morreu. A motorista da viatura e os três passageiros da ambulância também foram socorridos e passam bem. Equipes da concessionária Autopista Planalto Sul estiveram no local para o socorro das vítimas. O corpo de Kelly foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). Em nota, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) e o Departamento da Polícia Civil (DPC) lamentou o trágico acidente ocorrido na manhã deste sábado com as investigadoras Kelly de Freitas, 32 anos, e Laine de Cássia Fernandes Dias, 50 anos, enquanto se deslocavam para trabalhar num evento na cidade de Rio Negro. A Sesp e o DPC solidarizam-se e colocam-se à disposição dos familiares.




Texto Banda-b/Fotos;Blog Do Lobão

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça