Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

MENOR DE 15 ANOS DISPARA ARMA E MATA UM CIDADÃO TRABALHADOR POR ENGANO

FORÇA POLICIAL | 16:33 |

Rogério Pereira Pinto, de 42 anos, trabalhava como protético em Brasília. Amigo diz que vítima se mudou para o DF em busca de uma vida melhor.
Foi enterrado na tarde desta sexta-feira (1º) em Taquaritinga (SP) o corpo do protético Rogério Pereira Pinto, de 42 anos, morto na quarta-feira (30) após ser atingido por uma bala perdida em Planaltina (DF). De acordo com a Polícia Civil, Pinto foi baleado por engano durante uma briga de adolescentes.
O autor dos disparos, de 15 anos, foi apreendido com uma pistola .40 e encaminhado para a Delegacia da Criança e Adolescente (DCA). O protético chegou a ser levado ao Hospital Regional de Planaltina, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade. De acordo com familiares, o corpo chegou a Taquaritinga (SP) - cidade natal de Pinto - às 3h30 desta sexta-feira (1º). O protético foi velado no Velório Municipal e sepultado no cemitério da cidade por volta das 15h. Procurada pelo portal, a família de Pinto não quis se pronunciar sobre a morte. Pinto foi atingido por disparos de uma pistola calibre .40 próximo à rodoviária de Planaltina, na tarde de quarta-feira, durante uma discussão entre adolescentes. O autor dos disparos, de 15 anos, atirou por engano no protético ao tentar atingir o outro jovem. Pinto foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no hospital. O adolescente foi apreendido pela Polícia Militar. A arma que ele usava, de uso restrito das forças de segurança, também foi recolhida. Lutador De acordo com o administrador de empresas Paulo César Andreguetto, amigo de Pinto, o protético era formado em agronomia, mas desistiu da profissão e resolveu se mudar para Brasília. "Ele sempre lutou muito, saiu cedo de casa, mas não deu certo a vida como agrônomo. Um amigo o chamou para trabalhar em Brasília, porque tinha oportunidade de emprego como protético. Ele fez um curso, se formou há pouco tempo", afirma. Andreguetto conta que na tarde de quarta-feira Pinto foi a Planaltina buscar materiais para trabalhar. "Fazia uma semana que ele tinha montado consultório. Ele tinha muitos serviços e foi para Planaltina. Na volta aconteceu a fatalidade; A gente fica triste, porque é um rapaz de 42 anos que estava começando a dar certo na vida agora", conclui.
G1

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça