Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

VÍDEO MOSTRA PRESO POR ESTUPRO SENDO ESPANCADO, EM PRESÍDIO DE ANÁPOLIS (GO)

FORÇA POLICIAL | 14:35 |

Um vídeo divulgado em redes sociais mostra um detento de 22 anos preso por estupro sendo espancado dentro do presídio de Anápolis, a 55 km de Goiânia (veja vídeo no final do post). Enquanto apanha, o homem, que está nu, é obrigado pelos agressores a dizer que é tarado. “Eu sou um sem vergonha. Tarado sem vergonha”, diz a vítima durante a gravação.
Ele teve o intestino perfurado e foi socorrido no Hospital de Urgências de Anápolis (Huana). Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus), o detento já teve alta médica e está isolado em uma cela no presídio. A agressão ocorreu no dia 24 deste mês. O vídeo foi gravado por um celular e divulgado nas redes sociais. As imagens mostram que ao menos dez homens assistiam enquanto o preso era espancado. Um cabo de vassoura foi usado durante o crime. Segundo o superintendente de Segurança Prisional do presídio de Anápolis, o crime será investigado. Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus) afirma que investigações preliminares identificaram detentos suspeitos de cometerem o crime. Ao final da apuração, os suspeitos podem sofrer sanções disciplinares. Além disso, também foi identificado um preso suspeito de ter gravado as cenas. Segundo a Sapejus, ele deve responder pelo uso do celular. Também será investigado como o aparelho utilizado para a gravação entrou no presídio. Crimes Segundo a Polícia Civil, o homem espancado foi preso porque se passava por fotógrafo para atrair jovens entre 18 e 20 anos que eram violentadas na casa dele. Ele é apontado como o autor de 11 crimes. "A história dele tem que ser analisada com certa parcimônia porque ele possui um distúrbio mental e ele não chegou a consumar a conjunção carnal com a maioria das vítimas", diz o delegado Manoel Vanderic.
Cabo de vassoura foi usado em agressão (Foto: Reprodução/TV Anhanguera) Morte Na quarta-feira (30), um detento de 33 anos foi assassinado dentro de uma cela da Unidade Prisional de Anápolis. O suspeito de cometer o crime é outro preso. Segundo a Polícia Civil, o criminoso confessou ter assassinado o colega de cela. “Ele disse que foi assediado pelo autor e que não aceita isso. E por ele ser estuprador, também decidiu matá-lo”, informou ao G1 a titular da Delegacia de Homicídios, Marisleide Santos. A vítima aguardava julgamento por abuso de incapaz, já o autor do crime cumpre pena por roubo. Eles estavam em uma cela com mais 15 detentos. Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus) informou que a direção da unidade “abriu sindicância para apurar as circunstâncias e as responsabilidades sobre a morte do detento”. VEJA O VÍDEO:
G1/GO

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça