Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

BANDIDOS TENTA PEGAR O FILHO TERMINA MATANDO O PAI

FORÇA POLICIAL | 07:50 |

O tráfico de drogas produziu mais uma tragédia nas primeira horas desta quinta-feira (4), na cidade de Barro Preto, localizada a cerca de 33 quilômetros de Itabuna. Segundo informações fornecidas pela Polícia Militar, um senhor aparentando 50 anos, foi assassinado com pelo menos 10 tiros.
Sem documentos, o senhor foi reconhecido por populares como “José Raimundo”. Ele estava em casa com o seu filho, quando a mesma foi invadida por pelo menos quatro elementos. Ao que consta, os sujeitos queriam assassinar o filho, conhecido como “Maninho”, que já possui histórico de envolvimento com o tráfico de drogas na cidade, mas ele fugiu pelos fundos da casa assim que percebeu a invasão. Os assassinos, que já chegaram atirando, acertaram, então, o pai, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os peritos identificaram estilhaços de balas de dois calibres diferentes: 38 e 12 por 40. O filho está desaparecido e os assassinos ainda não foram identificados.

Com informações de Ednaldo Pinto, direto para o Radar Notícias.

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça