Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

Mulher é morta pelo cunhado a golpes de facão e tudo é registrado pelas câmeras de segurança de uma farmácia

FORÇA POLICIAL | 12:16 |

Nesta última terça-feira (30) uma mulher foi morta com vários golpes de facão pelo próprio cunhado em Rio Pardo de Minas (700 km da capital Belo Horizonte). Segundo informações, os dois teriam discutido por causas ainda desconhecidas. Tudo aconteceu em uma farmácia localizada na Avenida Domingos Português no Bairro Cidade Alta onde a vítima identificada como Ilza Dias Almeida de 35 anos trabalhava.
Após a discussão ela disse que ligaria para a polícia, momento em que o cunhado saiu do estabelecimento e voltou com um facão em mão, descontrolado ele começou a quebrar os vidros da farmácia e atacou Ilza com vários golpes de facão, ela ainda tentou correr, mas foi perseguida pelo assassino que não parou de golpeá-la. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e chegou a resgatar a mulher, porém ela não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. Adilson como foi identificado sofre de distúrbios mentais e já teria causado vários outros problemas com mulheres na cidade, inclusive tinha o hábito de perseguir as vítimas e mostrar o órgão genital na rua. Ele foi preso em flagrante por um policial que estava à paisana pela região e foi encaminhado para a delegacia. Confira as imagens no vídeo abaixo:
Plantão Policial

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça