Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

PASTOR APANHA NA CARA, POR FALAR DO NOME DE DEUS EM PRAÇA PÚBLICA

FORÇA POLICIAL | 09:16 |

Um pastor evangélico apanha em plena praça publica por pregar a sua religião e dizer que a vida das pessoas só muda quando tomar vergonha na cara. Ele estava com estrépido fazer o seu sermão, depois convida o povo presente para fazer uma oração e quando o pastor fecha os olhos e começa orar, de repente aparece um jovem com calção listrado, acomodado com o volume do som e com a pregação do pastor e passa a agredi-lo, com murros e pontapés, então o povo parte para sima do rapaz para defender o pastor e o rapaz fogem do lugar.
Dar pra ver os ferimentos no rosto do pastor, muito sangue escorrendo em sua face devidos aos hematomas gerados pela agressão sofrida. Mesmo assim os crentes louvam a Deus pela pisa que o pastor levou e pede perdão a Deus pelo rapaz não identificado por que para eles o que importa é o que está na Bília que diz: “Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”(Efésios 6:12) . Outro evangélico pega o microfone e continua com o culto ao ar livre e mesmo assim a policia não aparece no local. Isso é intolerância religiosa! Mesmo sabendo que o linguajar do pastor era agressivo verbal, quando ele disse que a vida da pessoa só muda "se tomar vergonha na cara", mas ele não merecia apanhar.
Reprodução Youtube

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça