Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

AVIÃO CAI E MATA AVÊ E NETO NA ZONA RURAL DE TERESINA

FORÇA POLICIAL | 13:12 |

O empresário Carlos Brandão de 60 anos e seu neto Lucas Brandão de 5 anos morreram em acidente com um ultraleve de modelo Storm na manhã deste domingo (09), a 200 metros da cabeceira do aeroporto de Nossa Senhora de Fátima, na Cacimba Velha, zona rural de Teresina.
Carlos Brandão, o 'brandãozinho' como era conhecido, era dono da empresa de peças de motos, Center Motos e instrutor e fundador do Clube de Ultra Leve do Piauí. Ele tinha o costume de usar seu ultraleve para fazer passeios e saiu às 17h do aeroporto do clube de ultraleve também no povoado Cacimba Velha. Os corpos foram encontrados às 07h deste domingo pelos policiais do Gtap (Grupamento Tático Aéreo de Polícia Militar) que fez sobrevoo na área. O corpo de Bombeiros chegou às 07h para retirar os corpos do avião, o comandante do corpo de bombeiros Major Glésio Mendes da Rocha afirmou que foi aberto uma vereda na mata por uma distância de 200m na pista e os corpos foram retirados para fazer o trabalho de perícia pelos peritos do Instituto de Criminalística. O empresário Carlos Brandão é chamado comandante porque era instrutor de aviação de ultraleves.Segundo ele, Carlos Brandão e seu neto Lucas, estavam com o cinto de segurança e sofreram fraturas em todo o corpo, a criança sofreu um traumatismo no pescoço e na cabeça. O major Glésio Mendes informou que o piloto ao perceber que o avião tinha perdido o controle e ia cair, segurou o corpo do neto como uma forma de protegê-lo e evitar sua morte. “Ao perceber que ia morrer e o avião ia cair, Carlos Brandão ficou mais na frente e segurou o corpo do neto como se quisesse evitar sua morte”, declarou o major. O ultraleve ficou completamente destruído com as asas destroçadas e a cabine totalmente levantada, ficando os bancos expostos. O piloto do Gtap, Tenente Adolfo Veloso Melo Júnior disse que o ultraleve caiu de bico em uma mata fechada, de difícil acesso. Em sua opinião, houve perda do controle do avião que pode ter sido a causa do acidente. “Quando o piloto perde o controle da aeronave nada pode fazer”, declarou. O comandante Egidio Fagundes, do Gtap, declarou que ultraleve caiu de bico por falta de comando, e ele perdeu o comando porque pode ter quebrado um cabo da aeronave. “Só a perícia vai determinar a causa correta do que houve. O empresário Carlos Brandão saiu do clube de ultraleve e acredito que logo após ter dado a pane tentou pousar de emergência no aeroporto de Nossa Senhora de Fátima. O acidente ocorreu próximo da cabeceira do aeroporto, distante de 1km do local onde ele saiu, às 17h”, declarou Egidio Fagundes.
Vítima Fatal









Fonte;MeioNorte

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça