Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

Idoso de 60 anos é acusado de abusar sexualmente das próprias filhas em Teresina

portal a desgraça | 06:35 |

Dois casos de violação dos direitos da criança foram registrados no quarto Conselho Tutelar de Teresina, um caso ocorrido na zona leste e outro na zona norte da capital.
O primeiro caso ocorreu na Vila Meio Norte, onde mora o idoso Esmeraldino Pires, de 60 anos, acusado de abuso sexual contra as próprias filhas. Uma das crianças chegou a ser retirada do poder da família. Outras duas ainda estão com o idoso, que fugiu antes do cumprimento da decisão judicial. “Já vai ser encaminhada a segunda busca a essas crianças e onde quer que elas estejam vão ser encontradas. Queremos pedir que esse senhor apareça e traga as crianças e depois procure os direitos dele” , declarou Djan Moreira, Conselheiro Tutelar. O outro caso resultou na prisão de um padrasto que dopava uma criança de 11 anos a fim de realizar os abusos.o acusado, Jonas de Jesus, de 30 anos, foi preso em flagrantes quando levou a menina para receber atendimento médico no Hospital do Bairro Buenos Aires. “Estamos cumprindo nosso papel e cabe a Polícia Civil a apreensão desses criminosos”, declarou Djan Moreira.
Autor;Rede MeioNorte

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça