Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

Padre excomungado grava vídeo para questionar papa Francisco

portal a desgraça | 12:51 |

Pró-união gay e de divorciados
Após ter a excomunhão oficializada pelo Vaticano, o ex-padre Roberto Francisco Daniel, de 49 anos, gravou um vídeo em que “conversa” com o papa Francisco e faz vários questionamentos sobre a punição determinada pela Igreja Católica.
Excomungado desde abril do ano passado pela Diocese de Bauru (a 329 km de São Paulo), o religioso ainda aguardava a confirmação da punição pela Santa Sé, o que ocorreu há uma semana. Padre Beto, como é conhecido, foi punido por defender o casamento entre gays e divorciados e por questionar dogmas da igreja. No vídeo gravado após a decisão do Vaticano, ele pergunta o que fez de errado e questiona a punição. “O interessante é que você vem se mostrando aberto ao diálogo”, diz, dirigindo-se ao papa. “Aí vem a ratificação da minha excomunhão, que é uma postura de não dialogar. Se a igreja me excomunga porque refleti sobre ideias, onde está a igreja aberta que você está construindo?” Beto também pergunta ao papa sobre os padres pedófilos que foram afastados da igreja, mas não excomungados. Ele levanta a possibilidade de o papa Francisco ter assinado sem ler o seu processo de excomunhão e ataca uma parte dos católicos. “Você tem um clero que muitas vezes não age com ética e transparência”, critica. O ex-padre faz também uma campanha nas redes sociais, com o uso da hashtag “E aí Papa?”, baseada nos questionamentos feitos no vídeo. O vídeo já foi visto por quase cinco mil pessoas no Youtube. Casamenteiro Professor universitário e escritor, o ex-padre continua celebrando casamentos mesmo após ser excomungado. É contratado por casais gays, divorciados ou fiéis que querem fazer a cerimônia fora dos templos. No comunicado que oficializa a excomunhão, o Vaticano pede aos fiéis que não participem dos cultos celebrados por Beto e informa que os matrimônios feitos por ele após a declaração da pena não têm validade.
Publicado na Folha de S.Paulo

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça