Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

POLÍCIA PROCURA FORAGIDO DA CADEIA PÚBLICA DE QUIXADÁ-CE

portal a desgraça | 15:04 |

Equipes das Polícias Civil e Militar estão à procura do presidiário Francisco Almir Rodrigues do Carmo, conhecido pelo apelido de “Surfista”. Ele fugiu da cadeia pública de Quixadá por volta das 3 horas da madrugada desta quinta-feira, 20, após serrar a grade de uma cela e de um túnel de ventilação da unidade penitenciária desta cidade.
Segundo a direção da Cadeia Pública outros nove detentos também pretendiam fugir pelo mesmo local, todavia foram impedidos pela equipe da guarda e pelos agentes penitenciários que se encontravam de plantão. Revoltados, os presidiários destruíram a sala de aula da cadeia, para onde haviam sido transferidos após a tentativa de fuga. Ainda de acordo com a direção penitenciária local todos os presidiários responsáveis pelos danos à sala de aula foram conduzidos a Delegacia Regional da Polícia Civil e autuados por danos ao patrimônio público e ainda por ameaças ao diretor e aos policiais militares. Mesmo algemados eles tentaram agredir os servidores públicos. Diário Sertão Central

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça