Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

CRIANÇA DE 7 ANOS ACUSA EX-PREFIETO DE ESTUPRO E DIZ QUE ELE OBRIGAVA ELA A COLOCAR A BOCA NO PÊNIS DELE

FORÇA POLICIAL | 16:15 |

Criança contou que o político a obrigou a colocar a boca no pênis dele
O ex-prefeito de Patrocínio, no Alto Paranaíba, Júlio César Elias Cardoso, de 55 anos, foi preso suspeito de abusar sexualmente de uma menina de sete anos. A criança é amiga da filha de Cardoso e o estupro teria ocorrido em uma visita da vítima à coleguinha. O político foi preso no último sábado (13), na própria casa, no bairro São Francisco. De acordo com a Polícia Militar, a mãe da garota acionou a viatura informando sobre os abusos.
Ela contou que a filha chegou em casa chorando após passar o dia na casa do suspeito. A criança relatou que Cardoso teria se aproximado e mandado ela colocar a boca em seu pênis. A vítima recusou, mas foi obrigada a cometer o ato, já que o ex-prefeito teria sido agressivo. Depois do ocorrido, a menina ainda contou o que havia acontecido para a filha de Cardoso, que confessou que já tinha sido abusada pelo pai da mesma forma. Diante dos fatos, a guarnição foi até a casa do suspeito. O ex-prefeito negou as acusações e argumentou que ingeriu bebida alcoólica acompanhado da companheira e, em seguida, passou de cueca pela casa, vendo a criança de longe. Ele ressaltou que não teve qualquer contato com a menina e ainda afirmou que a prisão seria uma conspiração política contra ele. Por fim, rebateu dizendo que a criança teria inventado a história para se vingar, já que ele a proibiu de levar um brinquedo para casa.
Fonte;R7

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça