Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

Universitário é preso após investigação da polícia contra pedofilia e exploração sexual

FORÇA POLICIAL | 16:05 |

A Polícia Civil indiciou nesta sexta-feira (05) um jovem de Teresina por compartilhamento de fotos com exploração sexual infantil. Ele é acusado de compartilha conteúdo fotográfico de sexo em grupos no whatsapp, muitos integrantes do grupo reprovaram as imagens e denunciaram o jovem à delegacia especializada em crimes dessa natureza.
Segundo James Guerra, o compartilhamento foi feito em um grupo com integrantes de todo o Brasil. “A polícia federal fazia uma investigação contra pedofilia no Rio Grande do Sul e detectou que um piauiense estava acessando informações relacionadas com essa rede de pedofilia no Rio Grande do Sul. A PF encaminhou para nós a informação e coube à Delegacia de crimes de alta tecnologia fazer e identificação desse piauiense que estava compartilhando imagens junto a rede de pedofilia. Ele foi identificado, é um homem de 25 anos de nome Rodrigo Costa e Silva, ele possuía imagens de crianças e adolescentes em situação de sexo explícito e também compartilhava essas fotografias pela internet, o que viola o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente. Ele já foi indiciado pela polícia civil e o inquérito foi encaminhado à justiça”, declarou o Delegado Geral James Guerra. James Guerra afirmou ainda que toda a movimentação feita pela internet é rastreável. Houve apreensão do celular de Rodrigo. Segundo o delegado, a população precisa ter cuidado com grupos de compartilhamento de fotos.


Fonte;MeioNorte

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça