Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

POLICIAL SE RECUSA A PRENDER MULHER QUE FURTOU PARA ALIMENTAR OS FILHOS E DOA 2 CAMINHÕES DE COMIDA

FORÇA POLICIAL | 12:09 |


A história começa na porta de um supermercado do Alabama, nos Estados Unidos. A dona de casa havia acabado de ‘furtar’ cinco ovos para alimentar sua família. E o policial Willian Stacy estava por lá.

Com distintivo no peito e algemas em mãos, ele mudou o final dessa situação, ao invés de prender a mulher, ele pagou os ovos, que haviam sido furtados pelo desespero de ver suas duas filhas, uma sobrinha e dois netos passando fome. O policial ainda a fez prometer que não iria furtar mais nenhum mercado.

Mais uma vez, o policial mudou a situação dessa história. Ao invés de seguir com a rotina de trabalho, e depois ir para sua casa, pensou que poderia fazer mais por essa mulher que acabou de conhecer. Alguns dias depois, Willian convocou alguns colegas de corporação e estacionou dois caminhões lotados de comida na casa de Helen.

Acho que nem preciso dizer o quanto essa mãe ficou feliz não é mesmo? O que vocês acharam da atitude do policial?

Fonte:Sobral 24 horas/10interessante.com.br

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça