Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

APÓS DENÚNCIA Polícia desarticula rede de tráfico na Praça da Gentilândia

FORÇA POLICIAL | 18:36 |

Grupos vendiam drogas para estudantes secundaristas e universitários da região do Benfica
Uma operação da Polícia Civil por meio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas, com apoio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Divisão Antissequestro (DAS), desarticulou uma rede de tráfico que funcionava na Praça da Gentilândia, na tarde de ontem. O entorpecente era comercializado na Avenida Treze de Maio, bairro Benfica.
Três pessoas foram presas na ação. As investigações começaram após a reportagem do Diário do Nordeste ter acesso a um vídeo em que várias pessoas supostamente negociavam drogas na Praça, em plena luz do dia, ao lado de crianças e de jovens que praticavam esportes.A reportagem entrou em contato com o diretor da Divisão de Combate ao Tráfico, delegado Pedro Viana e o diretor-adjunto, delegado Sérgio Santos.
As equipes da Polícia Civil analisaram os vídeos, realizaram vigilâncias e acompanharam de perto a rotina dos traficantes. O período de investigação foi acompanhado pela reportagem. Identificados Na segunda-feira (8), foram identificados quatro traficantes que atuavam na área. Uma jovem, por exemplo, escondia drogas dentro da blusa e em uma pochete.
Já um homem foi flagrado pelos policiais disfarçados oferecendo os entorpecentes que buscava em uma casa, também vistoriada na operação. Os 'aviões' que faziam o transporte da droga até os usuários eram flanelinhas. Eles permaneciam durante todo o dia na Praça e saíam no momento de grande fluxo de pessoas, por volta das 17 horas, quando moradores do Benfica utilizavam o espaço para a prática esportiva. Segundo informações do delegado Sérgio Santos, os flanelinhas se utilizavam do 'trabalho' para passar despercebidos pela Polícia. A área utilizada pelos traficantes fica próxima a universidades e instituições de ensino. De acordo com informações da Polícia, os traficantes vendiam a droga para estudantes de ensino médio e universitários, maioria entre os frequentadores da praça.
A Polícia chegou ao local por volta das 17 horas e realizou uma vistoria em todos que estavam no espaço. As residências que seriam utilizadas para guardar a droga foram vistoriadas, mas nelas não foi encontrado entorpecente. A reportagem acompanhou os trabalhos desde a concentração dos policiais, na Divisão de Combate ao Tráfico, até o flagrante da venda de drogas. Foram presos Edilene Pinheiro Gomes, 21, Irlana Cristian Lima Almeida, 20 e Hederson Darlan Fernandes Rodrigues, 22, todos encaminhados à sede da Divisão e autuados em flagrante por tráfico e associação ao tráfico. Segundo o delegado Sérgio Santos, imagens realizadas pelos próprios policiais mostram a comercialização da droga. Ainda durante a operação, os policiais flagraram um crime de roubo e prenderam um homem . Ele é apontado como suspeito de envolvimento na morte de um professor do Instituto Federal do Ceará (IFCE). Jéssika Sisnando Repórter DN;

Droga apreendida abasteceria Centro A Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas, da Polícia Civil, forneceu detalhes da operação que apreendeu mais de 90 quilos de drogas que seriam usados para abastecer pontos de tráfico no Centro de Fortaleza. A Polícia está à procura de uma terceira pessoa, identificada como Thiago de Sousa Ribeiro, que está envolvida com o esquema de venda de entorpecentes, desmontado, na noite de segunda-feira, no bairro Passaré. Durante a ação policial, conforme antecipou, ontem, o Diário do Nordeste, duas pessoas suspeitas de comandarem o tráfico no Centro da Capital foram presas. Até o mês de agosto deste ano, as Polícias Civil e Militar apreenderam, em todo o Estado, 1.502,09 de drogas, entre maconha, crack e cocaína. Em todo o ano de 2013, foram 3.220,55 quilos capturados. Conforme informações do diretor da Divisão, delegado Pedro Viana, a operação foi um desdobramento de outra ação deflagrada no bairro José Bonifácio, no último dia 20 de junho, em que foram apreendidos drogas, um revólver, três adolescentes e um adulto foi preso. Os policiais, de posse das informações obtidas na operação em junho, fizeram vigilância e conseguiram prender Francisco André Lima Pereira, 29, quando ele trafegava pela Avenida Perimetral, em direção à sua residência. A princípio, o suspeito, apontado por testemunhas como chefe do tráfico no Centro, negou envolvimento com crimes, mas depois acabou confessando ter três quilos de maconha na casa em que morava. A Polícia foi ao local e se deparou com duas caixas, que estavam na sala de estar, onde estavam armazenados 90 tijolos de maconha prensada. Além disto, foram encontradas 500 pedras de crack já embaladas e outras quatro maiores que ainda seriam divididas em pequenas quantidades, para serem comercializadas com usuários. Enquanto faziam a vistoria, os policiais encontraram John Wendel da Silva Pereira, o 'Dudu', dormindo em um dos quartos. O suspeito já respondia por tráfico de drogas e furto. Um automóvel Toyota, modelo Corolla, de cor preta, e uma motocicleta Honda, modelo Titan, de cor vinho, foram apreendidos na casa. A caixa de uma pistola calibre 380 foi encontrada escondida no forro da casa de André, bem como uma grande quantidade de munições. O suspeito acabou dizendo que a arma não estaria lá, mas na casa de um amigo, identificado como Thiago Ribeiro. O delegado Sérgio Pereira se dirigiu com alguns inspetores até a casa de Thiago, no bairro Vila União, onde encontraram a pistola e uma balança de precisão, ainda suja por um pó branco, possivelmente cocaína. O rapaz havia sido recruta do Exército Brasileiro e ainda tinha guardada uma farda das Forças Armadas com seu nome. André e 'Dudu' foram autuados por tráfico, associação para o tráfico e posse ilegal de munição. Já Thiago responderá por tráfico, associação para o tráfico e porte ilegal de arma. Homem é detido com 46 quilos de cocaína Um homem de 25 anos foi preso por agentes da Polícia Federal (PF) suspeito de tráfico interestadual de drogas. Com ele, os policiais apreenderam 40 tabletes de cocaína, que correspondiam a 46 quilos do entorpecente. De acordo com a PF, o homem, que é natural de Fortaleza, foi detido em Paraipaba, a 93 km da Capital. A operação foi desencadeada na noite da última segunda-feira (8). A informação era de que um veículo estaria transportando drogas. As equipes seguiram o suspeito e conseguiram abordá-lo no município de Paraipaba. Ao revistarem o carro, os agentes federais se depararam com um compartimento especialmente preparado no banco traseiro, servindo de esconderijo para os tabletes da droga. O suspeito foi levado junto com o veículo e a droga à Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará, em Fortaleza. Ele revelou, em depoimento, que a cocaína seria oriunda do estado do Maranhão. O homem foi indiciado por tráfico interestadual de drogas e segue detido na Capital. Somente de janeiro a junho deste ano, a Polícia Federal disse ter apreendido quase três toneladas de drogas no Ceará. Há cerca de um mês, os federais apreenderam 801 tijolos de maconha no fundo falso de um caminhão baú. Márcia Feitosa Repórter Fonte;Diário Do Nordeste

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça