Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

EX-PRESIDIÁRIO FOI ASSASSINADO TRABALHANDO NA CASA DO SOGRO EM CARUARU.

FORÇA POLICIAL | 12:35 |

O ex-presidiário, Giovani José da Silva, de 46 anos, que morava em Santa Cruz do Capibaribe, era pedreiro e estava trabalhando na construção de 1º andar da casa do sogro, na Avenida Belmont, no bairro Santa Rosa, próximo á Penitenciária Juiz Plácido de Souza em Caruaru e na tarde desta sexta-feira (10) foi assassinado a tiros.
De acordo com os soldados Vanderlan e T. Vasconcelos da Polícia Militar, que fizeram o isolamento do local, a vítima estava na obra acompanhado do servente, quando foram surpreendidos com a chegada de dois homens em um carro de passeio branco que desceram do veículo, subiram a escadaria que dá acesso ao 1º andar dizendo que eram policiais, mandaram o servente correr e atiraram no pedreiro que mesmo baleado pulou da laje caindo no quintal do sogro para tentar fugir, mas os algozes efetuaram outros disparos atingindo a vítima que morreu no local. Giovani, que deixou três filhos, já foi preso acusado de assalto, lesão corporal e porte ilegal de arma e há uns dois anos estava morando em Santa Cruz. No local foram encontradas várias cápsulas de pistola ponto 40, arma usada no crime. Este foi o 2º assassinato do mês de outubro e o 96º do ano em Caruaru e o corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Caruaru.


Via Blog Adielson Galvão

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça