Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

EM QUIXADÁ-CE;EX-PRESIDIÁRIO DEIXA CADEIA E É DETONADO A TIROS NA PERIFERIA

FORÇA POLICIAL | 12:34 |

Ex-presidiário é executado com cinco tiros no bairro do Campo Novo, na manhã desta quarta-feira (05), conhecido por “Pinheiro”, o mesmo deixou a cadeia pública há dez dias. A Policia já iniciou as investigações, a Pericia Forense foi acionada e já recolheu o corpo para ser realizada a necropsia no Instituto Médico Legal – IML em Quixeramobim.

A vitima identificada como sendo o ex-presidiário Luiz Wanderley Pinheiro Moreira, 33 anos, vulgo “Pinheiro”, solto a 10 dias da cadeia pública de Quixadá. O mesmo é acusado de ter invadido uma residência no bairro do Monte Alegre na periferia.
Tiros efetuados com pistola .40, três dos projeteis foram encontrados no local, Pinheiro foi atingido por cinco disparos, na cabeça, costas e punho. A área isolada Pela Policia Militar e investigadores da Policia Civil já estiveram no local e iniciaram as buscas na tentativa de localizar e identificar o autor dos disparos. O inquérito será realizado pela Delegacia Regional de Quixadá.
Fonte Do Texto Radialista Cleumio Pinto/ Sertão Alerta /Participação Com Duas Fotos/Plantão Policial Do Ceará/Vídeo Revista Central.

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça