Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

IRMÃO METE A PEDRA NA CABEÇA DO OUTRO E DERRUBA

portal a desgraça | 09:40 |

Um homem identificado por José Wilson Cordeiro Castro, de aproximadamente 26 anos, ficou gravemente ferido na cabeça após ser atingido por uma pedra arremessada pelo seu próprio irmão, de nome não revelado. O fato aconteceu na Rua Lucídio Portela, no Bairro Piauí, em Parnaíba, por volta das 18h30min deste domingo (23/11).
Segundo informações de populares, José Wilson estava ingerindo bebida alcoólica com colegas e familiares no quintal de sua residência, quando foi surpreendido pelo irmão que chegou a procura de confusão com o mesmo. Os dois iniciaram uma discussão que terminou em trocas de murros. A briga foi parar no meio da rua, onde segundo testemunhas, o irmão da vítima lhe acertou com uma pedrada na cabeça. Após ser atingido pela pedrada, José Wilson caiu em uma calçada já desacordado. Uma unidade avançada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e esteve no local realizando os procedimentos com a vítima e encaminhando-a para o Pronto Socorro do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA). De acordo com informações, o homem estava inconsciente e só respondia a estímulos dolorosos. Os socorristas do SAMU também confirmaram que a vítima apresentava um forte odor de álcool etílico.



Por Kairo Amaral/Repórter do Portal Costa Norte

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça