Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

EM VARJOTA-CE;POLÍCIA PRENDE ACUSADO DE PARTICIPAÇÃO DE ASSALTO AO POSTO DE COMBUSTÍVEL DA LOURA CONSTRUÇÕES

FORÇA POLICIAL | 14:18 |

Foi preso nesta quinta-feira, 06 de novembro de 2014, por força de Mandado de Prisão, Jackson Vieira Magalhães, o mesmo residente nas proximidades do matadouro da cidade de Varjota. A PM teve várias informações de populares afirmando a autoria de Jackson Vieira Magalhães no assalto do posto da empresária Loura Construções, onde participaram dois elementos na ação que foi filmada pelas as câmeras do estabelecimento, apesar de Jackson Vieira negar autoria e não passar o nome de seu comparsa, a policia já tem informações do segundo assaltante.
Jackson Vieira Magalhães só está preso pela a eficiência do juiz Dr. Washington da comarca de Varjota, que emitiu de imediato um mandado de prisão preventiva, ele está preso na cadeia de Varjota e a disposição da justiça. Lembramos que o frentista reconheceu o assaltante. Devido ter passado às 24 horas, livrando o flagrante, Jackson seria ouvido pela a polícia e em seguida ficaria a disposição para realizar outros crimes. Na ação do assalto realizado na última segunda-feira, 03, foram levados 800 reais, após os elementos abastecer a moto (vídeo) e o frentista ir buscar o troco, foi surpreendido com o assalto, rendido e trancado na cabine, só sendo solto depois que o vigia do posto chegou, minutos depois. Os elemento foram tão audaciosos que a viatura da polícia havia passado minutos antes em frente do estabelecimento, sem falar que a ação realizada foi quase em frente a delegacia da policia civil e o destacamento da PM. Vídeo do assalto:
video
Fonte: Varjota em Destaque.com

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça