Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

PAIS ABANDONAM BEBÊ DE 6 MESES EM CASA PARA USAR DROGAS

FORÇA POLICIAL | 13:11 |

Um bebê de seis meses foi encontrado pela polícia abandonado dentro de casa, enquanto os pais, viciados, saíram para usar drogas, neste sábado (17), em Praia de Carapebus, na Serra, na Grande Vitória.
O Conselho Tutelar do município informou que os pais da criança vão responder por abandono de incapaz e podem perder a guarda do filho.
O bebê passou a noite de sábado sozinho no berço. O pai da criança ligou para seu tio pedindo que ele fosse cuidar do bebê, por volta de 5h de domingo (18). O tio da criança, um consultor de vendas de 43 anos, contou que a polícia foi acionada por meio de uma denúncia anônima. Chegando ao local, a polícia tentou contato com o Conselho Tutelar, mas não conseguiu localizar o conselheiro de plantão. O bebê foi levado à Delegacia Regional da Serra, onde foi possível acionar a conselheira tutelar Andréa Aparecida Moreira Gomes. Durante todo o processo, os pais da criança não foram localizados. O bebê foi alimentado por uma prima do pai da criança e foi encaminhado para a casa dela. Vício Apesar de ter 6 meses de idade, o bebê ainda não foi registrado. O consultor de vendas revelou que ele é o primeiro filho do casal, no entanto, a mãe do menino tem outros quatro filhos. Um deles já foi retirado de sua guarda e adotado por outra família por conta do vício em drogas.O tio do pai diz que, apesar dos pais do bebê serem viciados, eles sempre pedem para que a família os ajudem a cuidar do menino e que eles sempre estão em alerta com o bebê. “Nós sempre tentamos ajudar. Moramos a cerca de um quilômetro de distância e estamos sempre alerta”, contou o tio do bebê. A irmã do pai da criança contou que ele já usa drogas há mais de 10 anos e que nunca foi internado, apenas fez acompanhamento em grupos de ajuda a viciados. A família disse que os pais têm medo de perder a criança. “Eles têm muito medo de perder a guarda do bebê e pedem ajuda a nós para isso não acontecer. Eles gostam muito do bebê e têm vontade de largar o vício para cuidar melhor dele. De vez em quando, o pai fala para a gente: ‘se puder, olhar o bebê’. Outras vezes, ele deixava direto com a gente. Mas dessa vez deixou em casa, no berço. O bebê estava normal, bem, mas precisava de atenção”, relatou a tia. Abandono Por terem deixado o bebê de 6 meses sozinho em casa durante toda a madrugada, os pais da criança vão responder por abandono de incapaz, explicou a conselheira tutelar que atendeu o caso, Andréa Aparecida Moreira Gomes. “Por conta do abandono, o ideal é que o bebê fosse acolhido por outro membro da família. Mas, pelo que conversamos, ninguém tem condições de cuidar”, disse. A conselheira informou que uma prima do pai ficou com o bebê neste domingo, mas nesta segunda-feira (19), a família vai levar o bebê ao Conselho Tutelar em Jacaraípe e provavelmente a criança será abrigada. Andréa destacou que os pais devem perder a guarda do filho por conta do fato. “Vamos informar a situação ao Juizado da Infância da Serra e o juiz vai definir a situação do bebê. Mas como a mãe já tem histórico de perder a guarda de um filho por uso de drogas e pelo fato dos pais serem usuários e abandonarem o bebê, eles provavelmente vão perder a guarda”, destacou.Fonte: G1

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça