Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

NO CEARÁ APOSENTADO MATOU A EX-COMPANHEIRA POR CIÚMES E COMETEU SUICÍDIO.

FORÇA POLICIAL | 22:11 |

AS VÍTIMAS FORAM RECOLHIDAS E ENCAMINHADAS AO NÚCLEO DE CIÊNCIAS FORENSE EM JUAZEIRO DO NORTE


Na tarde desta última terça-feira (10) uma mulher de 45 anos foi assassinada a facadas pelo ex-marido que em seguida cometeu suicídio. O fato ocorreu na residência da vítima identificada como Josefa Maria dos Santos localizada na rua Raimundo Inácio no bairro Gangorra em Barro (473 km de Fortaleza). Josefa era comerciante e proprietária de um bar que funcionava ao lado de sua residência. O aposentado identificado como sendo Severino da Silva de 66 anos tinha uma filha com Josefa e pagava pensão alimentícia, mas não se conformava com o fato dela ter um novo relacionamento. Diante dos ciúmes Severino ameaçava a não pagar mais a pensão da adolescente de 17 anos. Segundo informações preliminares, Severino estava morando em Iguatu a 146 km de Barro e teria ido até o município para cometer o crime. Ao chegar na casa de Josefina o idoso começou uma discussão momento em que eles se dirigiram até a cozinha. Em seguida Severino pegou uma faca e começou desferir vários golpes na ex-companheira. A comerciante ainda tentou correr mas foi perseguida e morta por Severino. Logo após, o aposentado desferiu 03 facadas contra o próprio peito e outra no pescoço vindo a morrer ao lado da vítima. A Polícia Militar foi acionada e ao chegar no local eles se depararam com a filha do casal sentada no chão ao lado dos dois corpos. As vítimas foram recolhidas e encaminhadas ao Núcleo de Ciências Forense em Juazeiro do Norte.


Fonte:Repórter Cidades / Plantão PolicialJerry Mesquita

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça