Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

FILHO TENTA DEFENDER O PAI E ACABA MORTO DURANTE ASSALTO EM PADARIA

FORÇA POLICIAL | 15:39 |

Um empresário de 32 anos foi executado a tiros durante uma tentativa de assalto ocorrido na manhã deste sábado em Aracaju. Uma tentativa de assalto a uma padaria tradicional de Aracaju ocorrido por volta das 6 horas deste sábado (08), na rua Laranjeiras, esquina com a rua Riachão, terminou com um morto e um senhor ferido na perna.
As primeiras informações são de que dois elementos armados com pistola calibre 380, anunciaram o assalto e renderam uma funcionária e o dono da panificação Glória, que acabou reagindo ao assalto. A reação do empresário Eziel Mendonça filho, 77 anos, ocorreu após a invasão dos marginais à padaria. Eles queriam localizar um suposto cofre que havia no estabelecimento. O Empresário Eziel reagiu ao assalto e acabou levando um tiro de raspão na perna. Ao ver o pai sendo alvejado, Marcos Henrique Andrade Mendonça, 32 anos, tentou proteger o pai e acabou sendo alvejado com vários tiros. Marcos Henrique morreu no local, enquanto o pai foi socorrido e levado para o hospital. A policia foi acionada e já está fazendo os levantamentos para tentar localizar e prender os dois latrocinas que neste final de semana tiraram a vida de mais um trabalhador. O Instituto Médico Legal (IML) também foi acionado e já recolheu o corpo. Foto: grupo WhatsApp

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça