Atenção;Este site contém cenas violentas inadequadas para menores de 18 anos e pessoas sensíveis Aqui assuntos policiais são tratados da mais real maneira possível

BANDIDOS INVADEM POSTO DE SAÚDE E MATAM PACIENTE A TIROS

FORÇA POLICIAL | 14:59 |

Homem de 37 anos foi morto enquanto aguardava atendimento. Crime ocorreu na quinta-feira (26) em posto na Vila Cruzeiro do Sul.
Câmeras de segurança registraram o momento em que um paciente foi executado a tiros dentro do posto de saúde da Vila Cruzeiro do Sul, na Zona Sul de Porto Alegre (veja o vídeo). O homem de 37 anos foi morto na quinta-feira (27) enquanto aguardava atendimento no local. Até o momento, nenhum suspeito do crime foi preso.
No vídeo, três homens aparecem entrando na emergência. Eles encontram o homem sentado em um banco e atiraram várias vezes contra ele, antes de saírem correndo. Outro homem aparece no corredor, se aproxima do corpo e dá um chute na vítima. Depois, também foge do local. Em seguida, pacientes e funcionários também se aproximam. De acordo com a Polícia Civil, José Chrisóstomo Júnior foi morto com mais de 10 tiros. A suspeita é de um acerto de contas. Ele tinha antecedentes criminais de menor gravidade e foi procurar atendimento depois de saber que o cunhado havia sido assassinado horas antes na casa onde residiam, no bairro Aparício Borges. Fechado deste o crime, o posto de saúde da Vila Cruzeiro reabriu as portas às 8h deste sábado (29) com segurança reforçada. De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a unidade vai cumprir sua rotina normal de 24 horas de atendimento. A pasta diz que vai analisar as demandas de segurança de usuários e funcionários. As principais reivindicações envolvem controle mais rigoroso do fluxo de pessoas e intensificação da presença da polícia. Em média, 1,5 mil pessoas são atendidas por dia no local.

Veja Outras Matérias Abaixo:

Seja Profissional Indique Á Fonte Correta; :
Plágio é crime,Veja;No campo penal: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). § 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003). Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.695, de 1º.7.2003)”.Fonte;Portal A Desgraça